Sexta-feira, 27 de Junho de 2008

Desbunda Total

Hoje apetece-me desbundar. Acho engraçada esta expressão. Importada de alem mar, "desbundar" deve derivar de "bunda" a "abanar" em todos os sentidos, que nem o nosso sextante consegue adivinhar qual a rota.

 

Entre o cansaço de gerir clientes, fornecedores,  processos, produtos e gentes de 2 unidades, Qualitativamente falando, ainda tenho que ouvir que, o Euro milhões são 59M...puta de vida. O que eu faria com tamanho tapete vermelho de perdição? Sim é um bom tema - como gastar de rajada estes milhões todos?

A regra é simples - ser feliz, nem que seja por um nano segundo. A felicidade será, realizar de uma assentada todos os sonhos, devaneios, pavores e fetiches, de uma vez só. O depois, que se f*****. A descarga sísmica, que de certeza reescreverá a escala de Rihster, apenas durará enquanto a coronárias conseguirem bombear o sangue necessário para alimentar tamanho orgasmo mental.

 

Carros, mansões, barcos, motas, viagens, cursos, mandar foder este e aquele, o emprego, o estado, o clima, os árabes, o petróleo, o arroz, etc...tudo terá a sua vez.

Ser livre de comprar o direito a ser realmente livre. Aqui está um bom desafio.

Mesmo que comprando aquela preciosa garrafa de whisky, com 1 milhão de anos, a um cadáver escocês de nome Mc "qualquer coisa" e com isso ter uma cirrose hepática, até isto seria justiça poética. Ser um "novo rico" só para poder gozar na cara dos "sempre ricos" mas que devem a toda a gente, com dívidas de extensão ás 10 gerações vindouras, o gozo que seria alimentar o meu rafeiro a caviar, fazer Porto-Lisboa num bólide, sempre a abrir só para pagar as multas com notas de 500E e esperar o troco. Comprar um atrelado para o Benteley com um depósito de BP Ultimate, da mais cara e parar para fazer um churrasco com vitela argentina usando a puta da gasolina como combustível? Que tusa.

Enfim, é por isso que o destino, o karma, a conjuntura não me dão este prazer, só pode.

A liberdade tem um preço e 50M era justo.

Tenho a certeza que não há melhor ansiolítico para dormir.

 

Como sou optimista por natureza e sei que não é tão cedo que esta merda me calha, vou alimentado estas minhas fantasias de tal modo que qualquer dia, nem 100M chegam, na esperança, que quando chegar a minha vez, mesmo tetraplégico, gagá com Alzheimer e Parkinson juntos ainda posso arrastar a carcaça e voltando aos tempos de amiba mono nuclear comprar o direito a ser clonado, herdar o direito a gozar a fortuna de novo.

Só por isto vou trabalhar, só por isto vou jogar, só por isto vale a pena andar aqui.

Gozar neste inferno de vícios e vaidades o direito a galgar um determinado caminho.

Que puto de gozo.

 

Ai, como seria bom.

 

Fiquem bem

 

Shibumi

 

 

publicado por shibumi às 23:33
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.posts recentes

. Acabou a fase da Crisálid...

. ...meio mundo a comer out...

. Vias-Sacras

. Desbunda Total

. Oráculo de Delfos

. Julgamento

. Assim se acorda

. aqui deixo a minha homena...

. ...chegou o inverno, cheg...

. Um enterro digno a 2007

.arquivos

. Maio 2009

. Fevereiro 2009

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.favorito

. Desbunda Total

blogs SAPO

.subscrever feeds